Bem-vindo ao Gonzagão Online – Desde 2001 dedicado à divulgar a vida, história e obra de Luiz Gonzaga.

PE: Arrastão de forrozeiros abre o São João do Recife, que terá seis polos

Compartilhe

Com uma legião de forrozeiros da terra, o São João do Recife saúda o centenário de Luiz Gonzaga e remonta na capital a cultura formada do interior. A festa começa oficialmente nesta sexta-feira (8) e por 13 dias tentará renovar a tradição e acabar com a “desfiguração” do festejo, como disse o prefeito João da Costa durante o lançamento da programação, nesta segunda-feira. “Somos saudosos de uma festa que formou nossa cultura no interior. Estamos reconstruindo nosso São João e fazendo algumas cidades reverem o festejo”, declarou João da Costa, natural de Angelim, referindo-se à “modernização” da festa junina.

O arrasta-pé começa no Sítio da Trindade, nesta sexta-feira, às 20h30, com grande show em homenagem a Gonzagão. Dirigido pelo sanfoneiro Gennaro, a noite contará com dezenas de forrozeiros no palco, entre eles Maciel Melo, o grupo Quinteto Violado, Silvério Pessoa, Josildo Sá, Irah Caldeira, Cristina Amaral e Maciel Salú.

Na quinta-feira (7), haverá uma prévia para quem não aguentar esperar o forrobodó da abertura oficial. A partir das 18h, um arrastão de forrozeiros conduzirá os presentes pelas ruas do Recife – a caminhada do forró sai da Rua da Moeda, no Recife Antigo, e segue até a Praça do Arsenal, puxada pela “Forrovioca”.

A zona sul se firma como um dos polos do São João, tendo no Parque Dona Lindu e na Pracinha de Boa Viagem o ponto de encontro de quem curte pular fogueira. Sítio da Trindade, Pátio de São Pedro, Praça do Arsenal, Rua da Tomazina e Nascedouro de Peixinhos recebem os demais arraiais. Entre as atrações, 95% são artistas locais, valorizando a música pernambucana. Entre os confirmados estão Dominguinhos, Santanna, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Genival Lacerda, Cezzinha, Jorge de Altinho e Novinho da Paraíba.

A agenda junina traz ainda o ciclo de debates Jornadas Gonzagueanas, de 8 a 10 de junho, na Livraria Cultura, para debater vida e obra do Rei do Baião, shows de trios pé-de-serra nos mercados públicos do Recife e concurso de quadrilhas. A Procissão dos Santos, Desfile das Bandeiras e Procissão de São Pedro representam a parte religiosa do ciclo junino.

Compartilhe